Bronquiolite e a Fisioterapia Respiratória

Quando chega o Inverno, um dos receios mais frequentes dos pais é com o aparecimento das bronquiolites. Há casos em que ciclicamente, todos os anos, a mesma criança desenvolve esta patologia.
Com a ajuda da Fisioterapia Avançada que desenvolvemos na FISIOVIDA, a bronquiolite do seu filho, à semelhança do que já fizemos noutros casos, poderá ser tratada mais rapidamente e com maior sucesso.


O que é a Bronquiolite?

A bronquiolite é a doença respiratória mais comum em crianças com menos de 2 anos, que ocorre predominantemente no inverno e no início da primavera (dezembro a março). O principal agente associado a esta condição clínica é o vírus sincicial respiratório – VSR e afeta as pequenas vias aéreas do pulmão (bronquíolos). O período de incubação do VSR varia de 48h a 8 dias sendo que o seu tempo de eliminação nas crianças é de 2 a 3 semanas.
A bronquiolite é uma obstrução multifatorial (inflamação, aumento da produção de muco e constrição brônquica).

Quais são os sintomas da Bronquiolite?
Inicialmente os sinais e sintomas são tosse, rinorreia (o típico “ranho no nariz”) com ou sem febre, que rapidamente progridem para sinais de dificuldade respiratória (taquipneia (aumento da frequência respiratória), síbilos (“chiadeira pulmonar”), gemidos, adejo nasal (oscilar das asas do nariz) e tiragem costal). Em alguns casos, dependendo da gravidade da infeção, estes sintomas têm impacto na qualidade de vida da criança, provocando alterações no padrão de sono, diminuindo a interação e o apetite.
O diagnóstico médico é baseado nas manifestações clínicas apresentadas pela criança, por isso, é fundamental fazer uma avaliação para garantir um tratamento eficaz e direcionado para a condição clínica presente.

Qual o papel da Fisioterapia Respiratória?
A fisioterapia respiratória é considerada uma ferramenta importante para o tratamento da bronquiolite visto que promove a desobstrução das vias aéreas, aumenta a depuração mucociliar e facilita a ventilação e as trocas gasosas. As técnicas mais utilizadas são o ELPr – Expiração lenta prolongada, a DRR – Drenagem rinofaríngea retrógrada e a Tosse assistida ou provocada, etc. O número de sessões é variável, dependo da gravidade da bronquiolite e cada sessão deve ter uma duração máxima de 20 a 30 minutos.

A Fisioterapia Respiratória é muito mais do que as simples “pancadinhas” nas costas que usualmente se vê por aí e o recurso infinito a nebulizadores. Na FISIOVIDA temos fisioterapeutas especializados na área da Fisioterapia Respiratória!

Benefício da Fisioterapia Respiratória ao Domicílio:
Para evitar o contacto com outras crianças ou adultos que possam estar constipados, as mudanças de temperatura e/ou humidade, as correntes de ar e as salas de espera na clínica ou hospitais, a FISIOVIDA tem uma solução mais cómoda para si. A FISIOVIDA dispõe de serviços ao domicílio, onde o Fisioterapeuta especialista desloca-se a sua casa, garantindo assim uma intervenção num contexto confortável e familiar para a criança.
Aqui ficam indicação gerais para os pais/cuidadores num contexto de infeção:
– Fracionar as refeições (distribuir os alimentos por maior número de refeições para prevenir cansaço).
– Oferecer líquidos para hidratar e desobstrução nasal com soro fisiológico.
– Recorrer aos cuidados médicos se surgir agravamento da dificuldade respiratória, recusa alimentar ou outros sinais preocupantes.
– Evitar locais de grande concentração de pessoas, poluídos e/ou fumo de tabaco.

Cuide da tosse e das infeções respiratórias do seu filho!
Faça uma Fisioterapia Respiratória de Qualidade!
Escolha a diferença! Escolha a metodologia avançada!