Sabe respirar corretamente?

RESPIRE, RESPIRE BEM!
O respirar é um ato banal, inconsciente, que apesar de vital para a vida, passamos muitas vezes o nosso dia-a-dia sem nos apercebermos que o fazemos.
E será que o fazemos bem?
A forma como respiramos influencia o nosso bem-estar físico e emocional. Respirar corretamente ajuda a combater o stress, aumenta a resistência física e fortalece o sistema imunitário. Disfunções na respiração podem associar-se a síndromes depressivos, ataques de pânico e dificuldades no sono.

STRESS o inimigo Nº1!
Atualmente, no nosso dia-a-dia o stress é um fator presente constantemente, seja pelo trabalho ou falta dele, as relações interpessoais, as questões monetárias, às preocupações mais rotineiras. O estado de alerta constante que estes fatores geram, instala um bloqueio inspiratório, que nos impede de ventilar profundamente, limitando a quantidade de oxigénio que disponibilizamos ao nosso organismo.
A não utilização da capacidade pulmonar total, afeta os níveis de oxigénio e dióxido de carbono presentes no sangue, ambos vitais. Os músculos cansam-se mais rapidamente, sentimo-nos com menos forças.

Relembramos, que a respiração é o primeiro e mais rápido meio que o nosso organismo tem de manter um pH sanguíneo equilibrado, fator determinante para a prevenção de muitas das doenças quotidianas.

Diafragma!!! Um Músculo Especial!
Essencial na respiração, Importante na Postura!
O Diafragma é o principal músculo respiratório, participando ativamente na INSPIRAÇÃO. A EXPIRAÇÃO deve ser, em repouso, um ato “passivo” em que o diafragma relaxa, enquanto expulsamos o ar dos pulmões.
Uma alteração na respiração, geralmente reflete-se no funcionamento do Diafragma, o que pode por sua vez, alterar inclusive a nossa postura, se não corrigirmos a disfunções respiratória!

RESPIRAÇÃO DIAFRAGMÁTICA – Conselho para casa!
A utilização exclusiva do Diafragma, sem a utilização dos músculos acessórios da respiração em repouso, é uma das estratégias utilizadas em doentes respiratórios em crise ou em situações de exacerbação por infecções respiratórias. Contudo, pode e deve ser também utilizada durante o nosso dia-a-dia:
Sente-se confortavelmente ou deite-se no chão ou cama, de costas. De seguida, deve colocar a sua mão esquerda na parte superior do peito, e a direita, na zona da barriga, logo abaixo das costelas.
Quando inspira e expira, a mão esquerda deve permanecer imóvel, enquanto sente APENAS a direita a subir e descer. Se sentir movimento na esquerda, é porque está a fazer uma respiração pouco profunda e a não usar o diafragma adequadamente. Insista, tentando que a sua respiração mova somente a mão direita.
Quando conseguir, prossiga a respiração lenta e ritmadamente, Inspirando pelo nariz e Expirando pela boca. Faça-o durante 5 minutos.
Assim, ajudará a regular os níveis de oxigénio e CO2, a reduzir o ritmo cardíaco e a ansiedade e a assegurar os níveis de nutrientes necessários na circulação.

CONTE COM O AUXILIO DA FISIOVIDA
Muitas das nossas modalidades de tratamento, desde o exercício clínico, Pilates e Ginástica Abdominal Hipopressiva, passando pela Fisioterapia Avançada e Osteopatia e terminando na Reeducação Postural Global, têm em conta a importância do Diafragma e da Respiração para o bem-estar geral da pessoa,
Principalmente no Inverno, com o aumento das doenças respiratórias agudas e as exacerbações respiratórias em doentes crónicos, a FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA, serviço que a FISIOVIDA disponibiliza, inclusive NO DOMICÍLIO, é uma ajuda essencial para CONTROLAR, EQUILIBRAR E PREVENIR possíveis complicações respiratórias e sistémicas.