Pós-Parto e a ajuda da Acupuntura

A Acupuntura desenvolvida no Porto pela FISIOVIDA dá uma excelente ajuda no que diz respeito ao restabelecimento rápido do corpo da recém-mamã. Após o parto a mulher experimenta uma série de modificações resultantes das alterações físicas, fisiológicas e emocionais da gravidez. Desta forma, a recém-mamã apresenta desprogramação da parede abdominal e pavimento pélvico, disfunção da bacia e alteração do padrão respiratório.

Relativamente à Acupuntura, no pós-parto, esta terá como função restaurar o organismo harmonizando-o e fortalecendo-o. Este tratamento irá promover uma restruturação a nível sanguíneo, uma diminuição da gordura e líquidos acumulada durante a gravidez ajudando a mulher a voltar à sua forma física anterior. Para além destes benefícios, a Acupuntura irá atuar na labilidade emocional frequente neste período reduzindo a tendência para o desenvolvimento de uma depressão pós-parto.

Conjugado com a Acupuntura, a FISIOVIDA oferece-lhe ainda neste programa de recuperação pós-parto a recuperação do pavimento pélvico (grupo muscular alvo de muitas agressões durante a gravidez e no parto).

O pavimento pélvico é constituído maioritariamente por fibras musculares tipo I, ou seja, fibras musculares de contração lenta e mantida e por tecido conjuntivo.

A ginástica abdominal hipopressiva (GAH) é uma excelente ferramenta para a sua tonificação. Quando inspiramos, o nosso músculo da respiração, diafragma, desce empurrando todos os órgãos da cavidade abdominal. O pavimento pélvico é uma faixa que irá amortecer esses órgãos empurrados durante a sua contração mantida.

Durante a gravidez, as alterações hormonais, o aumento de peso, a alteração do padrão respiratório vão enfraquecer este músculo levando a que a sua competência de suporte dos órgãos e contração mantida esteja diminuída. No pós-parto muitas mulheres experimentam perdas de urina ao rir, espirrar, tossir, ao levantar pesos. É muito importante procurar a recuperação deste músculo e não só a recuperação da forma física. A GAH vem, deste modo, fortalecer esta musculatura através do relaxamento diafragmático e consequente diminuição das pressões torácica e pélvica favorecendo a ativação dos músculos do pavimento pélvico. A normalização do padrão respiratório fomentando expirações lentas e prolongadas vão também ativar o pavimento pélvico reforçando-o. Este é também um trabalho complementar na recuperação pós-parto.