O que é a Nutrição Funcional?

A Nutrição é uma ciência da saúde que estuda as relações entre os alimentos e os nutrientes ingeridos por uma pessoa e possíveis estados de saúde e doença. O nutricionista é por isso o profissional de saúde de eleição que tem como objetivo promover a saúde, o equilíbrio orgânico, um envelhecimento saudável e o aumento do rendimento físico de cada indivíduo com base na estruturação de um plano alimentar orientado para as suas necessidades específicas.

A Organização Mundial de Saúde define o termo “saúde” como um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doenças e, pelo que se sabe, as causas da maioria das doenças crónicas estão nas escolhas de estilo de vida, especialmente nas escolhas alimentares diárias. 

A Nutrição Funcional é considerada para muitos como a Nutrição do século XXI, pois oferece uma abordagem dinâmica de prevenção sendo complementar ao tratamento de doenças crónicas complexas, através da deteção e/ou correção de desequilíbrios nutricionais.

A Nutrição Funcional é indicada em que situações?

A consulta em Nutrição Funcional está indicada em diversos sinais, sintomas, alterações ou patologias que apesar de serem muito comuns em várias pessoas não são normais, tais como:

  • Alteração da composição corporal tais como excesso de peso, baixo peso e aumento de massa muscular;
  • Deficiências de micronutrientes tais como ferro (anemia), vitamina D, cálcio, ácido fólico, vitamina B12, vitamina A, magnésio, entre outros;
  • Doenças crónicas tais como obesidade, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial sistémica, doenças cardiovasculares, dislipidemias;
  • Alterações e doenças no sistema digestivo
    • Má digestão (Dispepsia);
    • Refluxo gastroesofágico;
    • Pedras na vesícula (Cálculos biliares);
    • Pancreatite;
    • Gastrite;
    • Úlcera;
    • Inchaço abdominal;
    • “Fígado gordo” (Esteatose hepática);
    • “Prisão de ventre” (Obstipação);
    • Diarreia;
    • Síndrome do intestino irritável;
    • Doença celíaca;
    • Doença de crohn;
    • Colite ulcerosa;
    • Hemorróidas;
    • Alergias e intolerâncias alimentares;
    • Entre outras alterações e doenças no sistema digestivo.
  • Alterações no sistema nervoso
    • Insónia;
    • Enxaqueca;
    • Stress;
    • Ansiedade;
    • Depressão;
    • Cansaço;
    • Dificuldade de concentração;
    • Autismo;
    • Transtorno do défice de atenção e hiperatividade;
    • Doenças neurodegenerativas tais como Alzheimer, Parkinson, Esclerose Lateral Amiotrófica, Esclerose Múltipla.
  • Alterações no sistema imunitário
    • Inflamação;
    • Alergias;
    • Doenças autoimunes tais como doença celíaca, diabetes mellitus tipo 1, doença de Graves, doença inflamatória intestinal, esclerose múltipla, psoríase, artrite reumatoide, espondilite anquilosante, tiroidite de Hashimoto, lúpus eritematoso sistémico.
  • Alterações no sistema endócrino
    • Hipotiroidismo/ Hipotiroidismo subclínico;
    • Hipertiroidismo;
    • Síndrome de Cushing;
    • Hipercortisolismo;
    • Sintomas associados à andropausa e menopausa;
    • Alteração da líbido.
  • Alterações no sistema tegumentar
    • Dermatite atópica;
    • Envelhecimento precoce da pele;
    • Queda de cabelo;
    • Unhas fracas.
  • Saúde da mulher, da criança e do adolescente
    • Alterações do ciclo menstrual seja ao nível da regularidade seja em termos de dor/dismenorreia;
    • Síndrome do ovário poliquístico;
    • Infertilidade;
    • Acompanhamento da grávida em termos nutricionais e no pós-parto em termos de amamentação;
    • Acompanhamento na introdução alimentar do bebé;
    • Distúrbios de crescimento e desenvolvimento infantil.
  • Transtornos alimentares tais como anorexia nervosa, bulimia, compulsão alimentar, ortorexia;
  • Dores e doenças músculo-esqueléticas tais como osteomalácia, osteoporose, gota, osteoartrite/ osteoartrose, entre outras;
  • Envelhecimento precoce;
  • Doenças oncológicas e efeitos secundários relativamente aos tratamentos da doença;
  • Doenças genéticas tais como fenilcetonúria, galactosemia, intolerância hereditária à frutose, hemocromatose, entre outras.

Porquê recorrer à Nutrição Funcional?

São diversas as razões que motivam alguém a recorrer à consulta de Nutrição Funcional:

  • Prevenção e tratamento de doenças crónicas;
  • Pelo efeito que a alimentação gera na obtenção de efeitos duradouros e de longo prazo em todo o corpo, sendo por isso imprescindível que tenha o conhecimento para fazer escolhas alimentares com responsabilidade, até porque a comida não funciona apenas como “combustível” para manter-se de pé! A comida tem acima de tudo a função de nutrir as células, a flora intestinal/microbiota intestinal e, fazer tudo isso, sempre com prazer e satisfação aliado a uma boa gastronomia.
  • Porque as necessidades alimentares e nutricionais são dinâmicas e evoluem com o tempo, juntamente com a fase da vida, a sazonalidade e as adversidades diárias. Aprender sobre si e os alimentos certos para o seu corpo, bem como e quando comê-los, é uma educação inestimável.
  • Porque a alimentação surge como um dos principais pilares para a manutenção de um corpo e mente saudáveis. Ao utilizar os alimentos, nutrientes e compostos bioativos dos alimentos como remédios naturais, a nutrição funcional torna-se uma pedra angular poderosa do conceito da palavra “saúde”.

Quais os benefícios da Nutrição Funcional?

São vários os benefícios que a Nutrição Funcional pode proporcionar, tais como:

  • Auxilia no tratamento de diversas patologias crónicas tais como obesidade, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial sistémica, doenças cardiovasculares, dislipidemias, entre outros;
  • Ajuda na resolução de diversos problemas ao nível do sistema gastrointestinal, neurológico, endócrino, imunitário, entre outros;
  • Contribui para a melhoria da composição corporal (processo de emagrecimento por exemplo);
  • Melhora o rendimento físico e desportivo;
  • Aprendizagem sobre como viver mais e melhor através de uma nutrição adequada, uma vez que são disponibilizadas importantes ferramentas para prevenção de problemas futuros. O conhecimento adquirido durante as consultas permite fazer escolhas mais saudáveis e sensatas para o resto da vida.

Para quem é indicada a Nutrição Funcional?

A Nutrição Funcional destina-se a todas as pessoas, desde bebés, crianças, passando pela fase da adolescência, juventude, gravidez e pós-parto e respetiva amamentação, bem como pelos desportistas e população idosa.

Porquê optar pela Nutrição Funcional na FISIOVIDA?

A FISIOVIDA destaca-se como uma clínica de referência em Nutrição Funcional pelo facto de:

  • Privilegia o trabalho integrado e por isso conta com uma profissional bastante diferenciada, que possui mais de 10 anos de formação especializada: 4 anos de licenciatura em Nutrição (Brasil e Portugal), 2 anos de Pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional (Brasil), 2 anos de Mestrado em Ciências da Saúde (Brasil) e 4 anos de Doutoramento em Ciências da Saúde (Brasil e Portugal);
  • Por meio de um atendimento clínico nutricional personalizado e especializado, ser possível avaliar cada ser humano como um ser único.
    Cada indivíduo possui a sua composição genética e epigenética, o seu próprio histórico de saúde e doença, as suas preferências, e o seu estilo de vida;
  • Assim que fizer a marcação da consulta, receberá um questionário de avaliação inicial, que tem por objetivo conduzir a consulta de forma que o utente aproveite ao máximo o tempo em que lá estiver.
  • Se realizar uma análise ao genoma, através de painéis genéticos que oferecem informações precisas sobre o DNA de cada utente, sendo uma das ferramentas mais atuais na prevenção de doenças (a nível individual e não coletivo); 
  • Oferecer a possibilidade de realizar a consulta de nutrição nos formatos presencial e online, permitindo o acesso à consulta em qualquer parte do mundo.
  • Na consulta online terá o mesmo atendimento e benefício que na consulta presencial;
  • A Nutrição Funcional incluir uma abordagem global de todo o corpo, integrando toda a individualidade bioquímica, genética e epigenética de cada utente. O cuidado integrativo é o pilar fundamental para se obter sucesso. Como ferramentas, utiliza o que existe de mais atual na literatura, sempre priorizando o que é de maior evidência científica em nutrição para prevenir e tratar doenças. Com uma conduta nutricional centrada na causa dos problemas de cada indivíduo associada à escolha certa dos alimentos, nutrientes e suas combinações, podemos obter resultados que transformam vidas;
  • Obtenção de reembolso do valor investido nas consultas: a maioria dos subsistemas de saúde (ADSE, SAMS, SAD, entre outros) e seguros de saúde (AdvanceCare, Médis, Multicare, entre outros) comparticipam, em regime livre, os tratamentos realizados na FISIOVIDA, sendo que em alguns casos, o reembolso pode chegar a atingir 90% do valor investido;
  • Possibilidade de deduzir no IRS o valor investido nas consultas;
  • A Nutrição Funcional, à semelhança de outras áreas na FISIOVIDA, frequentemente é conjugada com outras áreas, permitindo desta forma a otimização de resultados e a sua manutenção a longo prazo, tais como
    • Fisioterapia Avançada;
    • Reeducação Postural Global
    • Pilates Clínico e ginástica Abdominal Hipopressiva;
    • Exercício Clínico e Otimização da Performance (ECOS)
    • Fisioterapia Dermato-Funcional;
    • Saúde da Mulher/Homem

    ou beneficiar do conhecimento de profissionais de outras áreas externas à FISIOVIDA como:

    • Ortopedia;
    • Traumatologia;
    • Desporto;
    • Patologia Respiratória;
    • Neurologia;
    • Uroginecologia;
    • Pediatria;
    • Psicologia;
    • Medicina Interna.

Corpo Clínico

Nutrição Funcional - Fisiovida

Tamires Pavei

Nutricionista Funcional

Equipa Fisiovida

Conhecer Equipa

Marcação de Consulta Online


Primeiras Consultas

Consultas Seguimento