Dor Ciática e a RPG

A dor ciática é um dos problemas mais comuns que surgem em clínica e no qual a RPG dá uma ótima resposta na resolução destes problemas.

QUAL O COMPORTAMENTO DA DOR?

Esta dor é caraterizada por uma dor fina e relativamente intensa, em linha, ao longo do trajeto do nervo ciático. Pode sentir-se em todo o membro inferior, desde a região baixa da coluna até ao pé, ou então manifestar-se numa zona parcial (nádega e coxa ou mais frequentemente, parte inferior da perna e pé). Dependendo do comprometimento do nervo, pode existir, além da dor: formigueiros, sensação de dormência ou falta de força da mesma zona.

Desfazer MITOS CLÁSSICOS sobre dor ciática:

– na maioria das vezes, a dor ciática não é sinal de hérnia ou inflamação lombar

– nos casos em que é diagnosticado hérnia ou discopatia, presume-se sempre que a dor é devida à hérnia, quando muitas vezes se deve a problemas de sacro-ilíaca ou alterações músculo-esqueléticas e ligamentares

– verifica-se que as pessoas que recorrem ao hospital para aliviar a dor ciática, após um período relativo, repetem as crises

– os anti-inflamatórios injectados nas urgências não resolvem o problema que está a causar a dor

– cerca de 90% das pessoas com queixas de ciática, apresentam um desalinhamento da lombar e do sacro, o que provoca excessiva pressão na zona terminal da coluna, irritando as raízes nervosas que vão para a coxa/perna

– erradamente, atribui-se a dor ciática ao óbvio (à lombar); saiba que existem tecidos do nosso corpo que podem simular essa dor (inclusive tensões abdominais e viscerais)

Consulte um fisioterapeuta com RPG ou um osteopata para uma avaliação detalhada! É essencial verificar a postura e a mobilidade da coluna lombar, a fim de se buscar a verdadeira causa da dor e sintomatologia.

O tratamento com RPG na CIÁTICA:

A Reeducação Postural Global (RPG) trabalha o alongamento de todo o corpo, estando ele em alinhamento de todas as regiões. São utilizadas posições que fazem parte da vida diária, nomeadamente do âmbito profissional. Com esta intervenção consegue-se uma curva lombar harmoniosa, um alívio da carga lombar e uma adequada inclinação/mobilidade da bacia.

De um modo global, restabelece-se o equilíbrio de músculos, fáscias e ligamentos, alcançando-se uma tensão mínima e uniforme. O corpo passa a não criar rigidez nem pressões anormais, movendo-se e posicionando-se com o mínimo esforço.