Dance com a máxima qualidade de vida!

A dança é a experiência plena e original do movimento.

Porque explora toda a liberdade corporal e inspira novos gestos, posições e movimentos, tem cada vez mais adesão.

E, na mesma proporção, tem cada vez mais influência na postura e na dinâmica corporal.

QUAIS OS BENEFÍCIOS OBTIDOS COM A DANÇA?

A prática da dança proporciona inúmeros benefícios para a saúde desde melhoria do condicionamento aeróbico, capacidade respiratória e cardiovascular, melhoria da coordenação, equilíbrio e consciência corporal, aumento da flexibilidade e resistência muscular e alívio do stress.

DANÇA: SIMPLES LAZER OU ATIVIDADE FÍSICA?

A grande descontração e espontaneidade envolvidas na dança, faz com que por vezes, esta não se encare verdadeiramente como uma prática desportiva, sendo tida como inofensiva para o corpo.

No entanto, entidades médicas e científicas têm reconhecido que vários estilos de dança têm uma exigência física intensa como muitas outras modalidades desportivas, comportando igualmente riscos adicionais de lesão.

OS DANÇARINOS SÃO IGUALMENTE ATLETAS QUE SUPORTAM UMA CARGA FÍSICA NO SEU CORPO!

CONSIDERANDO OS RISCOS…

A dança, envolvendo gestos repetidos, constitui esforço para os músculos, fáscias e tecidos de estabilização (ligamentos), alterando gradualmente as suas propriedades (tensão excessiva, rigidez, debilidade).

Os movimentos em amplitudes inabituais ou numa direção em que o alinhamento do corpo não permita, predispõe as articulações a sobrecargas maiores e a traumatismos.

As lesões ou queixas que podem surgir são comuns a outros desportos que solicitam muito os membros inferiores:

  • dor por fadiga ou tensão acumulada;
  • entorses do tornozelo ou do joelho;
  • subluxações ou desvios da rótula;
  • micro-roturas ou distensões musculares;
  • tendinites;
  • contraturas;
  • instabilidade do tornozelo;
  • lesões de menisco;
  • entre outras.

    Para além disso, pode intensificar alterações e desvios posturais já existentes no corpo, sobrecarregando-o com maiores tensões mecânicas. Estando o corpo desalinhado, este irá mover-se em desequilíbrio, pelo que haverão zonas que irão trabalhar mais do que outras.

    Perante isto, o que pode acontecer a médio/longo prazo?
    Com a continuação da prática da dança será normal ocorrer um agravamento das alterações posturais, surgindo DOR, LIMITAÇÕES PARA O DIA A DIA, E/OU IMPOSSIBILIDADE DE CONTINUAR A DANÇAR.SENDO ASSIM, EXIGE-SE A PRESENÇA DE UM PRÉ-REQUISITO NA DANÇA: O ALINHAMENTO POSTURAL

    O ALINHAMENTO POSTURAL corresponde ao alinhamento automático que as diferentes partes do corpo assumem entre si, sem esforço nem concentração da nossa parte. Nesta condição, verifica-se um estado de equilíbrio esquelético e muscular, sobre o qual o corpo funciona e move-se de forma eficiente e segura.

    Qualquer que seja o estilo de dança, todo o desempenho físico do corpo advém:

  • da capacidade do corpo se alongar e se estender → elasticidade e extensibilidade muscular. É a partir daí que se gera toda a força, potência e velocidade para o movimento;
  • do bom alinhamento corporal, para que músculos, tendões e ossos, de um lado e outro do corpo apresentem uma tensão uniforme, e estejam preparados para o esforço que a sua estrutura natural permite;
  • das articulações estarem livres para se moverem;
  • de uma posição/postura adequada enquanto dança.

    DESTA MANEIRA, A DANÇA NÃO IRÁ PRODUZIR SOBRECARGA DO APARELHO LOCOMOTOR!

    EM CASO DE DESVIO POSTURAL…
    As alterações de postura provocam irritação das estruturas do corpo que estão mal alinhadas. Esta irritação habitualmente é silenciosa, não causando sinal no início, mas vai-se acumulando com o tempo e com a prática da dança.

    Com a repetição dos gestos de dança, os elementos são sobrecarregados e submetidos a constante esforço, até que se instalam desequilíbrios sérios que desencadeiam:

  • movimentos dolorosos;
  • desconforto e dor em repouso ou em posições mantidas;
  • compensações com outros padrões de movimento;
  • deformidades no corpo;
  • fadiga mais fácil;
  • instabilidades articulares e vulnerabilidade de ligamentos;
  • desequilíbrios musculares importantes;
  • mudanças na biomecânica do corpo (pressões articulares anormais).
  • ALTERAÇÕES POSTURAIS COMUNS E POSSÍVEIS LESÕES

  • hiperlordose lombar pode PROVOCAR: dor lombar, hérnias, protrusões, artroses (bicos de papagaio), dor tipo ciática, deslocamento de vértebras (espondilolistese lombar), contraturas musculares, problemas sacro-ilíacos;
  • Hipercifose dorsal (costas curvadas) e enrolamento dos ombros para a frente pode PROVOCAR: dor entre as omoplatas, contraturas, lesões nos ombros (tendinites), tensões ou instabilidade no cotovelo e punho, problemas cervicais;
  • Cabeça projetada para a frente pode PROVOCAR: tensão dos músculos suboccipitais (da base da nuca), dores fortes de cabeça, rigidez ou dor cervical, artroses cervicais;
  • Valgo dos joelhos (pressão excessiva entre os joelhos estando os calcanhares juntos) pode PROVOCAR: sobrecarga articular, lacerações ou ruturas meniscais, distensões ligamentares, desvio ou instabilidade das rótulas (subluxações), tendinites;
  • Valgo dos calcâneos (alinhamento dos pés voltados para dentro) pode PROVOCAR: entorses do tornozelo, tendinites dos gémeos, problemas lombares ou dos joelhos;
  • Escoliose pode PROVOCAR: contraturas, dor muscular, rigidez articular.
  • A AJUDA PARA DANÇAR MELHOR

    A FISIOVIDA, como entidade que CUIDA DA POSTURA E DO MOVIMENTO SAUDÁVEIS, apela e alerta para a importância de CUIDAR DA POSTURA PARA UM MOVIMENTO SAUDÁVEL.

    Para que a dança seja SEMPRE UM CONFORTO para o seu corpo e não uma AGRESSÃO SILENCIOSA.

    A POSTURA: O PRIMEIRO PASSO

    Como postura correta, não nos referimos à elegância da postura bem alongada, como quando a pessoa se auto-corrige: “ as costas direitas” e “os ombros bem abertos”. Nem à posição que voluntariamente cada pessoa tenta ajustar na medida em que o seu corpo lhe permite. É a postura de base que o corpo assume inconscientemente e vive a todo o instante, sendo aquela que revela o verdadeiro alinhamento de uma pessoa.

    A POSTURA SAUDÁVEL mediante o bom alinhamento corporal, constitui o requisito mais importante para a realização de todas as atividades corporais dinâmicas, entre as quais, a DANÇA.

    TERAPIAS IMPORTANTES A PAR COM A SUA DANÇA:

  • RPG: Em prol de uma postura saudável!
  • PILATES CLÍNICO: Para uma boa estabilidade abdominal e proteção da coluna.
  • Marque já a sua consulta! Estamos preparados para o(a) ajudar!Contacte-nos