Conheça a evidência científica que comprova o porquê da Osteopatia ter resultados tão significativos!

A Osteopatia tem sido alvo de uma procura exponencialmente crescente ao longo dos últimos anos pelo facto de ser um método com “provas dadas” obtendo resultados muito positivos no tratamento de diversas patologias. O facto também das denominadas “Terapêuticas Não Convencionais” terem sido regulamentadas pelo Governo Português ajudou a remover o véu de desconfiança que muitas vezes pairava sobre estas terapêuticas, estando a Osteopatia incluída.

A FISIOVIDA destaca-se pela sua abordagem diferenciada na avaliação e tratamento de diversas patologias.

Além da Fisioterapia Avançada e da Reeducação Postural Global, a Osteopatia é um método que está na base da nossa intervenção. Em particular, a Osteopatia Visceral, abordagem ainda pouco conhecida da população, permite-nos um diagnóstico e tratamento globais aumentando a eficácia dos mesmos.

Muitas vezes os resultados são surpreendentes levando à resolução de casos de dor crónica sem explicação aparente.

Os estudos mais recentes comprovam os efeitos benéficos da Osteopatia Visceral quando associado a outras técnicas de terapia manual e exercício em casos de dor crónica inespecífica. A explicação para o benefício da Osteopatia Visceral está no facto de existirem limitações fasciais que poderão estar na origem da dor e restrições de mobilidade.

Ainda sobre técnicas viscerais manuais, a sua aplicabilidade sobre o rim mostrou-se efetiva sobre a mobilidade no mesmo, assim como na redução do limiar de dor em indivíduos com dor crónica inespecífica que apresentavam limitação da mobilidade do rim.

Num estudo do mesmo ano, em 2012, foi possível observar que este tipo de técnicas sobre o cólon sigmóide (parte terminal do intestino grosso) mostrou efeitos positivos sobre o limiar de dor na região lombar, o que corrobora a utilidade e eficácia deste tipo de técnicas na nossa prática clínica.

Perante a pertinência de abordar e tratar este tipo de disfunções que podem surgir espontaneamente, ou associado a infeções, cirurgias ou disfunções psicossomáticas, a FISIOVIDA coloca ao dispor dos seus utentes este conhecimento que cada vez mais tem tradução na evidência científica. Esta abordagem muitas vezes é complementada pela intervenção em Nutrição, pelos resultados que uma dieta adequada tem sobre os órgãos internos, muitos deles com papel essencial nas digestões.

A FISIOVIDA procura diariamente estar na vanguarda das abordagens mais recentes e eficazes na área da saúde, de forma a oferecer aos seus utentes o melhor serviço possível.

Conte connosco!

Tamer S, Öz M, Ülger Ö. The effect of visceral osteopathic manual therapy applications on pain, quality of life and function in patients with chronic nonspecific low back pain. J Back Musculoskelet Rehabil. 2017. Maio; 1;117(5):333-334. PubMed PMID: 27858681.

Tozzi P, D. Bongiorno C, Vitturini. Low back pain and kidney mobility: local osteopathic fascial manipulation decreases pain perception and improves renal mobility. J Bodyw Mov Ther. 2012. Julho; 16(3):381–391. PubMed PMID: 22703751.

Tamer, Seval | Öz, Müzeyyen | Ülger, Özlem. The effect of visceral osteopathic manual therapy applications on pain, quality of life and function in patients with chronic nonspecific low back pain. J Am Osteopath Assoc. 2017 Maio 1;117(5):333-334. PubMed PMID: 27858681.