2 dicas a não perder para encontrar o melhor Osteopata

Cada vez se fala mais sobre um profissional de saúde que noutros tempos nunca era procurado: O Osteopata! Enquanto que noutros tempos, a arte dos “endireitas” era muito procurada pelo sucesso e rápida resolução de diversos problemas, hoje em dia, os osteopatas assumem-se como uma versão moderna dessa arte ancestral. Ao contrário do que sucedia com os antigos “endireitas” ou “estalopatas” como muitos os apelidam, pelo facto do foco da sua intervenção serem apenas as manobras manipulativas e as mesmas serem feitas indiscriminadamente em qualquer pessoa independentemente da sua condição clínica, alguns Osteopatas, atualmente, já começam a ter a sua própria identidade e uma metodologia de avaliação e intervenção alicerçada em fortes pilares de rigor científico, o que torna a execução deste tratamento seguro, confiável e com resultados rápidos e duradouros.
Mas a que osteopata recorrer? É essa a boa questão à qual procuraremos já responder.

Nos últimos anos, o número de osteopatas a sairem para o mercado de trabalho tem aumentado consideravelmente. Ainda para mais, 2016/2017 é o ano letivo marcado pelo começo da formação superior em Osteopatia, licenciatura, depois desta área da saúde ter sido também aprovada pela Assembleia da República. Perante isto, face ao interesse que as pessoas têm em recorrer a este tratamento torna-se pertinente colocar a seguinte questão:

Porquê optar pelos Osteopatas da FISIOVIDA e não os de outra clínica qualquer?

O nosso sucesso é explicado pela formação especializada dos nossos Osteopatas:

  • Os osteopatas da FISIOVIDA têm 9/10 anos de formação especializada: 4 anos de licenciatura em Fisioterapia + 5 a 6 anos de formação em Osteopatia pela Escola de Osteopatia de Madrid (EOM);

  • A formação dos 5 osteopatas da FISIOVIDA foi realizada na EOM, que é uma das Escolas de maior referência e prestígio internacional;
  • Clínica com Osteopatas de referência no tratamento da dor!Contacte-nos